As escolas macroeconómicas e a condução da política monetária

  • Costa, L. (Supervisor)
  • Osvaldo Victorino João (Student)

Activity: OtherSupervision

Description

Com este trabalho pretendemos clarificar a visão das Escolas de pensamento
Macroeconómico sobre os efeitos da política monetária na economia, bem como a aplicação das prescrições de política monetária destas Escolas por parte dos Bancos Centrais.A metodologia utilizada é a revisão de literatura. De forma cronológica colocamos em debate as principais Escolas: a) Keynesiana; b) Monetarista; c) Síntese Neoclássica; d) Nova Clássica; e) Nova Keynesiana; f) Ciclos Reais de Negócios; g) Nova Síntese Neoclássica. Em seguida, analisamos a actuação de três Bancos Centrais. Ao longo do estudo foi possível concluir que existe um consenso em relação à política monetária ser neutra no longo prazo. Já não é consensual a neutralidade da política monetária no curto prazo. No que refere à moeda como principal instrumento de política monetária, há autores que usam modelos em que a tradicional curva LM do Binómio IS-LM desaparece – é
discutível. No que refere aos Bancos Centrais, para além da missão e da sua maior ou menor independência, estes têm por detrás da sua actuação uma ou mais das teorias descritas.
Period2011
Degree of RecognitionMaster