#071. Protocolo informático para análise volumétrica de preservações alveolares – estudo piloto

Luís Azevedo, David Martins, Tiago Marques, Filipe Miguel Araújo, André Correia

Research output: Contribution to journalMeeting Abstractpeer-review

Abstract

Objetivos: Na última década, a preservação alveolar com recurso a biomateriais tem adquirido alguma relevância na prática clínica médico‐dentária. Contudo, a quantificação exata dos seus resultados clínicos é de difícil aferição, dado envolver volumes de tecidos moles e duros. Atualmente, têm sido usadas técnicas de imagiologia tridimensional que permitem avaliar essas alterações com maior precisão, destacando‐se a sobreposição baseada no volume de cada elemento da imagem (voxels). Assim, esta investigação pretendeu desenvolver um protocolo informático para obter: 1) uma prova de conceito da utilização de uma ferramenta informática de processamento de imagem tridimensional, com sobreposição e análise de diferentes volumes; 2) uma quantificação de alterações do volume ósseo em casos de preservação alveolar. Materiais e métodos: Foram selecionados exames tomográficos de pacientes (n = 3), nos quais foi realizada a preservação alveolar prévia à colocação de implantes dentários. Os exames foram realizados antes da cirurgia de preservação alveolar (T0) e 6 meses depois, previamente à cirurgia implantar (T1) A preservação alveolar foi efetuada em todos os casos com Osteobiol Gen‐Os® e Membrana Evolution, sendo que no caso 2 foi realizado um sobre contorno com o material xenogeno. O processamento informático teve as seguintes etapas: 1) Software Simplant®: importação dos exames tomográficos; reconstrução 3 D da área intervencionada; exportação do modelo em formato steriolitography (STL); 2) Software Geomagic®: sobreposição dos modelos 3 D com a função «Best‐Fit‐Alignment». Quantificação das variações tridimensionais entre os diferentes momentos. Resultados: No caso 1, obteve‐se uma perda de volume aproximada de 342,74 mm3 após a preservação alveolar, no sentido horizontal e vertical. No caso 2, obteve‐se um aumento de volume horizontal aproximado de 118,32 mm3, uma vez que se procedeu a um ligeiro sobrecontorno do rebordo alveolar. Não impedindo a perda óssea vertical. No caso 3, obteve‐se uma perda de volume aproximada de 77,06 mm3 após a preservação alveolar, no sentido horizontal e vertical. Conclusões: A grande vantagem da sobreposição de modelos utilizando os voxels é que os resultados da análise estatística dos pontos de referência podem ser visualizados através de formas ou deformações, dando‐nos a indicação dos locais onde ocorreu alteração nas dimensões. A metodologia descrita funcionou como prova de conceito na quantificação das alterações de volume nos casos clínicos de preservação alveolar.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)29-30
Number of pages2
JournalRevista Portuguesa de Estomatologia, Medicina Dentária e Cirurgia Maxilofacial
Volume57
Issue numberS1
DOIs
Publication statusPublished - 1 Dec 2016
EventXXXVI Congresso Anual da Sociedade Portuguesa de Estomatologia e Medicina Dentária - , Portugal
Duration: 7 Oct 20168 Oct 2016

Cite this