#080 Alongamento coronário com o uso do laser díodo e sistema piezoelétrico: relato de caso

Research output: Contribution to journalMeeting Abstractpeer-review

8 Downloads

Abstract

Introdução: O uso do laser de díodo de alta intensidade em cirurgias periodontais proporciona maior precisão do corte cirúrgico e permite pouca absorção de luz pelos tecidos duros quando se utilizam parâmetros adequados, não gerando assim qualquer dano térmico. Outras vantagens seriam a mais rápida coagulação tecidual, a redução do tempo cirúrgico e a diminuição do risco de infeções pós?operatórias. Outro equipamento com crescente uso é o piezoelétrico, o qual também está indicado em cirurgias orais, a proporcionar também osteotomias mais precisas, limpas e com menor trauma para os tecidos moles. Portanto, o objetivo deste relato foi mostrar a utilização de tecnologias em procedimento estético periodontal. Descrição do caso clínico: Paciente do sexo feminino, 25 anos, saudável, com tratamento ortodôntico prévio, com queixa principal de grande exposição gengival ao sorrir. Planeou?se um alongamento coronário com uso do laser de díodo, em região estética superior (1.4 – 2.4). Após uso do laser para corte gengival, foi feito retalho de espessura total para visualização do osso de sustentação e posterior osteotomia com piezoelétrico, a seguir mensurações e proporções estéticas. Posteriormente, retalho foi reposicionado e suturado. No pós?operatório de 7 dias e 14 dias, pode? se confirmar a excelente recuperação do tecido local e da paciente. Discussão e conclusões: Existem evidências de que a cirurgia em tecidos moles com laser a díodo, e a cirurgia de tecidos duros com aparelho piezoelétrico, proporcionam um bom prognóstico e melhorando assim o pós? cirúrgico do paciente. O laser de díodo permite ter um campo cirúrgico limpo, sem hemorragia, diminuindo o risco de inflamação e infeção pós? cirúrgica quando comparado a sistema tradicional de cirurgias. A osteotomia com piezoeléctrico permite um corte preciso e menos traumático, proporcionando um menor perfil inflamatório a nível ósseo. As vantagens para o paciente são: diminuição da dor e do edema. Enquanto as vantagens para o profissional são: maior sensibilidade tátil e uma melhor visibilidade do campo operatório. Também proporciona proteção dos tecidos moles e das estruturas nobres adjacentes, incluindo um maior controlo da assepsia. A utilização destas tecnologias em cirurgia periodontal mostrou maior exequibilidade e visibilidade, campo cirúrgico mais limpo e menor hemorragia e edema. Inclusive, estas técnicas permitiram reparo ósseo e gengival mais favorável.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)33-33
Number of pages1
JournalRevista Portuguesa de Estomatologia, Medicina Dentária e Cirurgia Maxilofacial
Volume60
Issue numberS1
DOIs
Publication statusPublished - 18 Dec 2019
EventXXXIX Congresso Anual da Sociedade Portuguesa de Estomatologia e Medicina Dentária - Porto, Portugal
Duration: 18 Oct 201919 Oct 2019

Cite this