Caminho sinodal alemão: as questões do poder e da mulher na igreja

Research output: Contribution to journalArticle

Abstract

O “Caminho Sinodal” alemão, iniciado em 2019, na sequência da apresentação do relatório sobre os abusos sexuais na Igreja alemã, teve sessão plenária no passado mês de março. Tendo suscitado fortes tensões e desacordos, bem para lá das fronteiras da Alemanha e com o Vaticano, foram, agora, aprovados, por grande maioria, os documentos propostos. Das quatro grandes áreas temáticas debatidas (o exercício do poder na Igreja, o perfil do presbítero, a mulher na Igreja e a sexualidade), já apresentadas num outro artigo (Brotéria 196-2/2023), concentra-se, agora, a atenção questões específicas do poder e da mulher na Igreja. Há a clara perceção de que o campo de estudo e de discussão está aberto e que assim deve ser mantido. Neste sentido, o primeiro grande legado deste percurso sinodal é a instituição de um debate sério, aberto e transparente, sobre questões que, em algum momento, chegaram a ser consideradas fechadas.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)137-146
Number of pages10
JournalBrotéria
Volume197
Publication statusPublished - 26 Aug 2023

Cite this