Despedimento de trabalhador em gozo de licença parental: é sempre necessário, sob pena de ilicitude, o parecer prévio da CITE? Comentário ao Acórdão do Supremo Tribunal de Justiça de 6 de junho de 2018 (Proc. n.º 26715/15)

Research output: Contribution to journalArticlepeer-review

Original languagePortuguese
Pages (from-to)93-100
Number of pages8
JournalCatólica Law Review
Volume3
Issue number2
DOIs
Publication statusPublished - 1 May 2019

Cite this