Karl Polanyi como filósofo social: o papel do indivíduo na construção da liberdade

Research output: Contribution to journalArticlepeer-review

1 Downloads

Abstract

O presente artigo explora a compreensão da individualidade como um dos principais motivos pelo qual Karl Polanyi e a sua obra, que em muito ultrapassa A Grande Transformação, se tornaram uma referência nas ciências humanas. A primeira vaga de polanyianos na década de 1960, consistia em antropólogos e economistas que investigavam as dinâmicas de sociedades pré-capitalistas. Uma segunda vaga, na década de 1980, consistia em sociólogos, juristas e politólogos. Desde a crise de 2007-2008, Polanyi foi assumido como um tribuno contra o globalismo e contribuiu para um novo paradigma de análise, uma nova visão geral (Übersichtsproblem) da liberdade social e da responsabilidade pessoal em sociedades complexas. O artigo pretende revelar como o conceito dialógico de individualidade, originado pela conversação filosófica de Polanyi com a doutrina social cristã, proporciona os conceitos de terra, trabalho e dinheiro desmercantilizados, patentes em A Grande Transformação e facilita a leitura crítica dos entrosamentos atuais entre economia, ética, sociedade e estado.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)103-123
Number of pages21
JournalInternational Journal of Philosophy and Social Values
Volume3
Issue number1
DOIs
Publication statusPublished - 1 Jun 2020

Cite this