Storytelling como estratégia de humanização em neonatologia

Marta Pinto, Sílvia Caldeira, Elisabete Nunes, Margarida Lourenço

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingChapterpeer-review

Abstract

A medicina narrativa tem recuperado seu lugar no palco das ciências médicas e das humanidades ao longo dos anos. Por meio dos relatos das primeiras doenças, falar sobre uma doença é, de alguma forma, contar uma história. A prática da enfermagem constitui, também, um conjunto de histórias contadas e por contar de doentes e de suas famílias, ou de profissionais responsáveis pelos cuidados. Recorrer às artes, em particular ao storytelling (contar histórias), como forma de intervenção em enfermagem, pode ser uma ferramenta fundamental (inovadora) na prática dos enfermeiros de neonatologia. O storytelling como parte integrante da enfermagem narrativa e dos seus benefícios para o bebê e para os pais pode ser usado como forma de ensino ou de suporte emocional, por meio da escuta ativa realizada pelo enfermeiro que atua em saúde materna e neonatal.
Original languagePortuguese
Title of host publicationPROENF
Subtitle of host publicationprograma de atualização em enfermagem obstétrica e neonatal
PublisherArtmed Panamericana Editora Ltda
Chapter4
Pages11-30
Number of pages20
Volume1
ISBN (Electronic)9786558484547
DOIs
Publication statusPublished - 2021

Cite this