A presente dissertação assume, como intencionalidade subjacente, pôr em evidência avida de Edith Stein, posteriormente, Teresa Benedita da Cruz, inserida no contexto e contornos autênticos e históricos, partindo dos seus escritos. Através de uma análise biográfica esquematizada pretende-se observar a vida, de forma holística, que se ensaia no concreto da história humana, situando, o caso de Edith, na primeira metade do século XX. A sua existência enquadra-se no ambiente e cenário de duas Guerras Mundiais e, concomitantemente, assiste-se a profundas mutações culturais e sociais, na Europa e no mundo, as quais lançarão os fundamentos para a sociedade hodierna. Nesta conjuntura, Edith Stein, ávida buscadora de respostas, faz da verdade caminho de procura, trilho de missão e de fé, o que nos mobiliza a recolocar a eterna e imutável pergunta: O que é a verdade? Esta questão sugere outra: O que procura quem busca a verdade? Edith conseguiu as respostas certas, irrefutáveis e desejadas, pela paixão ávida em as descobrir. Em sintonia com a demanda da verdade, a cruz desponta e distingue-se como ponto de encontro nos diferentes momentos da vida de Edith Stein, transformando-a em cientista da Cruz, que a inspirou, orientou e conduziu a experienciar o Martírio como epílogo da Cruz. Verdadeiro exemplo e testemunho de Amor.
Período20 dez 2021
ExaminandoCosta César Miguel da Silva, Costa César Miguel da Silva, Costa César Miguel da Silva & Costa César Miguel da Silva
Grau de reconhecimentoMestrado