O drama original - a kénosis intradivina segundo Hans Urs von Balthasar no quadro do problemática da (i)mutabilidade e (im)passibilidade de Deus: uma leitura a partir da Teodramática

  • Eduardo Domingues Caseiro (ALuno)
  • Martins, A. (Supervisor)

Atividade: Orientações

Harmonizar o dogma da imutabilidade e impassibilidade divinas com a kénosis do Filho de Deus na sua incarnação e, acima de tudo, na sua paixão nunca foi uma tarefa fácil para o discurso teológico. É verdade que a reflexão teológica ao longo da história, principalmente no período da patrística, soube harmonizar estes atributos divinos com o realismo das experiên-cias humanas do Verbo de Deus incarnado, mas o mesmo não se verifica nalgumas aborda-gens da teologia contemporânea, que chegam mesmo a postular a existência de dor e morte na essência de Deus decorrentes das experiências do Calvário. Na presente dissertação é abordado o contributo de von Balthasar para o tratamento des-te tema no seu diálogo com algumas correntes do pensamento teológico contemporâneo (no-meadamente a Teologia do Processo) e com alguns autores atuais (particularmente, Jürgen Moltmann e Kazoh Kitamori). Neste sentido procura-se encontrar uma nova luz sobre este tema que, sem descuidar do caráter essencialmente dramático da revelação de Deus e dos di-namismos inerentes à incarnação do Verbo, permita continuar a afirmar a imutabilidade e impassibilidade como atributos do Deus vivo e verdadeiro.
Período4 abr 2017
Realizado emUniversidade Católica Portuguesa
Grau de reconhecimentoMestrado

Keywords

  • Imutabilidade divina
  • Impassibilidade divina
  • Dor de Deus (teologia da)
  • Hans Urs von Balthasar
  • Kénosis