À conquista de uma identidade: enfermeiros recém-formados, entre o hospital e o centro de saúde

Resultado de pesquisa

Resumo



O reconhecimento social da Enfermagem tem profundas raízes nas sociedades europeias. Contudo, durante a última década, tem-se assistido a uma crescente e vigorosa (re)afirmação da Enfermagem como profissão, expressa na progressiva diversificação de especializações e áreas de intervenção, na criação dos cursos de licenciatura e no reconhecimento formal da sua Ordem profissional. O trabalho de Amélia Figueiredo documenta enfaticamente este desenvolvimento da profissionalidade dos enfermeiros. Contudo, alguns aspectos das políticas públicas de saúde, nomeadamente no que se refere às tentativas de redefinição dos conteúdos funcionais da profissão nos chamados «hospitais-empresas» podem colocar em risco este desenvolvimento. O reforço da investigação e da reflexão científicas sobre a enfermagem, de que este estudo é um exemplo, podem constituir elementos de afirmação e resistência dos enfermeiros, em defesa da sua profissão. Este livro destina-se a enfermeiros e estudantes de enfermagem.
Idioma originalPortuguese
EditoraClimepsi Editores
Número de páginas136
ISBN (impresso)9789727961528
Estado da publicaçãoPublished - 1 out 2004

Citação