Biodentine® na cirurgia apical de molar mandibular: a propósito de um caso clínico

Miguel Agostinho Cardoso, Diana SottoMayor, Benedito Pires, Maria Carolina Pereira, Pedro Pereira, Bruno Leitão de Almeida

Resultado de pesquisarevisão de pares

18 Transferências (Pure)

Resumo

Introdução: A microcirurgia endodôntica baseia? se na premissa básica da remoção de todo o conteúdo necrótico e no selamento completo do sistema de canais radiculares. A introdução do microscópio, microinstrumentos, pontas ultrassónicas e materiais retrobturadores biocompatíveis e bioativos tem aumentado a previsibilidade destes procedimentos. Estudos suportam que o MTA e os novos materiais derivados de silicato de cálcio, devido à sua biocompatibilidade e capacidade de selamento, promovem uma melhor cicatrização dos tecidos periradiculares. Descrição do caso clínico: Um paciente, do género masculino, de 22 anos e saudável, dirigiu? se à consulta na Clínica Universitária da Universidade Católica Portuguesa em Viseu, com queixas álgicas referentes ao dente 46 que tinha sido submetido a um tratamento endodôntico radical em 2014 e um retratamento não cirúrgico em 2020. Referia uma dor pulsátil com evolução e agravamento nos últimos 6 meses. No exame clínico, observou? se dor à percussão vertical e horizontal no dente 46. Perante a avaliação imagiológica (CBCT) identificou? se uma lesão apical com envolvimento de ambas as raízes, com extravasamento do material obturador e uma fenestração vestibular. O plano de tratamento proposto passou pela cirurgia apical com apicectomia em ambas as raízes e retrobturação com Biodentine®. Após o consentimento informado, procedeu? se à anestesia e efetuou?se um retalho em envelope desde o dente 43 até distal do dente 47, com uma descarga vestibular. Foi realizada uma osteotomia para dar acesso ao ápice das raízes e ao tecido de granulação da lesão periapical. Após limpeza da loca cirúrgica procedeu? se à apicectomia dos 3mm apicais. De seguida, com recurso a pontas de ultrassons realizou? se a preparação retrógrada, seguida da secagem canalar e retrobturação com Biodentine®. Finalmente procedeu? se à sutura com fio de nylon 5/0. Nos controlos realizados observou? se ausência de sintomatologia e diminuição da imagem radiotransparente verificando? se uma boa evolução da situação clínica. Discussão e conclusões: Embora o retratamento não? cirúrgico seja, na maior parte dos casos, bem?sucedido, há casos em que a cirurgia periapical é necessária.4 Os novos cimentos derivados de silicato de cálcio tal como o Biodentine® são uma boa alternativa como material retrobturador.6 A cirurgia periapical, quando indicada, é um bom recurso para salvar dentes com patologia periapical persistente.
Idioma originalPortuguese
Número do artigo#032
Páginas (de-até)1-1
Número de páginas1
RevistaRevista Portuguesa de Estomatologia, Medicina Dentária e Cirurgia Maxilofacial
Volume62
Número de emissãoS1
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - 2021
EventoXLI Congresso Anual da Sociedade Portuguesa de Estomatologia e Medicina Dentária - Online, Lisboa
Duração: 7 out. 20219 out. 2021

Citação