30 years of culture, art, and metamorphoses: the Modern Art Centre of the Calouste Gulbenkian Foundation and the reshaping of Lisbon's culturalscape

Resultado de pesquisa

Resumo

Esta dissertação analisa o papel do Centro de Arte Moderna (CAM) da Fundação Calouste Gulbenkian (FCG) na remodelação da paisagem cultural de Lisboa desde o início da década de 1980 até ao início da década de 2010, estabelecendo um diálogo entre as actividades do CAM e os contextos socio-políticos, educacionais e artistíco-culturais lisboetas. A pesquisa, levando em consideração o aspecto transitório desses contextos ao longo do tempo, delineia uma trajectória do desenvolvimento de Lisboa (e de Portugal) nos campos da acessibilidade, democratização, consumo e fruição artísticas e culturais. Esta delineação, que inclui uma revisão dos respectivos desenvolvimentos Europeus e Norte-Americanos como forma de contextualização, começa por abranger o período do regime dictatorial do Estado Novo – realçando o papel da FCG na concepção de novas políticas culturais e no iniciar de um processo de modernização – e o período da Revolução de 1974 em Portugal – sublinhando a relevância das contra-culturas na redefinição das práticas artísticas e académicas –, de forma a retratar as realidades culturais portuguesas e internacionais que precederam (e em grande medida influenciaram) os processos de construção mental, social e material do CAM. A análise procura explicar como o CAM, enquanto reflexo dessas realidades e resposta às mesmas, se tornaria um elemento de mudança de paradigma dentro das paisagens artísticas e culturais lisboetas, bem como uma característica chave do necessário curto-circuito entre os objectivos da modernidade e os valores simbólicos da pós-modernidade (v. Santos, 2013[1994]). A pesquisa centra-se, então, em explorar o papel do CAM no estabelecimento de um complexo exibicionário (v. Bennett, 1999) conducente ao apoio de uma transição cultural entre a modernidade tardia e a pós-modernidade na década de 1980 e útil na mediação dos processos de globalização a partir do fim da década de 1990. Esta dissertação tem, assim, como objectivo perceber e demonstrar a forma como a acção do CAM no campo artístico-cultural remodelou indelevelmente a paisagem cultural de Lisboa, i.e., a forma como o CAM encarnou transformações socio-políticas e urbano-museológicas e, assim, contribuíu para remodelar os comportamentos artístico-culturais dos cidadãos – e consequentemente as suas identidades culturais – em momentos cruciais de redefinições urbanas e nacionais.
Idioma originalEnglish
QualificaçãoDoctor of Philosophy
Instituição de premiação
  • Justus Liebig University Giessen
  • Universidade Católica Portuguesa
Supervisores/Consultores
  • Faria, Luísa Leal de, Supervisor
  • Nünning, Ansgar, Supervisor, Pessoa externa
Data do prémio8 nov. 2016
Estado da publicaçãoPublicado - 8 nov. 2016

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “30 years of culture, art, and metamorphoses: the Modern Art Centre of the Calouste Gulbenkian Foundation and the reshaping of Lisbon's culturalscape“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação