9/11 revisited: remediation as a tool to rewrite the cultural memory of the terrorist attack of 2001

Título traduzido da contribuição: 11 de Setembro revisitado: remediação como ferramenta para reescrever a memória cultural do ataque terrorista de 2001

Resultado de pesquisarevisão de pares

8 Transferências (Pure)

Resumo

Ao longo das últimas duas décadas, o 11 de setembro tem-se afirmado como objeto de interesse para a academia, para os meios de comunicação e para as artes, gerando uma série de artefactos culturais que nos permitem, coletivamente, revisitar o evento, voltar a lê-lo em circunstâncias diferentes e, finalmente, reescrevê-lo.Utilizando a reescrita como metáfora para um processo contínuo de representação e revisão, este artigo explora o fenómeno da remediação do ataque terrorista de 2001 e a forma como representações do evento ao longo do tempo e em diferentes meios ajudam a consolidar o seu lugar na memória cultural. Com este objetivo em mente, o artigo analisa a obra Terrorist (2006) de John Updike e a série de televisão Designated Survivor (2016) e discute-as enquanto efeitos pós-11 de setembro.
Título traduzido da contribuição11 de Setembro revisitado: remediação como ferramenta para reescrever a memória cultural do ataque terrorista de 2001
Idioma originalEnglish
Páginas (de-até)71-101
Número de páginas31
RevistaRevista de Estudos Literários
Volume13
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - 28 nov. 2023

Keywords

  • Reescrita
  • Memória cultural
  • Remediação
  • Terrorismo

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “11 de Setembro revisitado: remediação como ferramenta para reescrever a memória cultural do ataque terrorista de 2001“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação