A ética na gestão por objetivos

Osvaldo Didalelwa Hilongwa Peuyadi

Resultado de pesquisa

Resumo

A presente dissertação pretende de forma geral comparar o comportamento de duas instituições bancárias no âmbito da ética na gestão por objetivos, nomeadamente o Banco Espírito Santo (actual Novo Banco) e o Crédito Agrícola. O tema foi tratado no âmbito da gestão das organizações, enquadrando-o na crise que afectou o sistema económico e financeiro mundial de 2007/9 com maior enfoque na crise da banca em Portugal, tendo em consideração as possíveis razões que levaram a que o BES falisse e o Crédito Agrícola perseverasse mesmo desenvolvendo actividades similares. Neste estudo procuramos dar maior relevância à ética da responsabilidade e à ética da felicidade como forma de contribuir para que as empresas e organizações em geral sejam sustentáveis a longo prazo. Além disso, apresentamos o sistema de Gestão por Objetivos como meio para a motivação dos colaboradores no seu desempenho e como contribuição para uma maior performance organizacional. Uma das maiores conclusões do estudo foi o facto de que apesar do BES ser visto por muitos como um fracasso em termos de gestão e comportamento ético e o Crédito Agrícola como um caso de sucesso no exercício da sua actividade; dentre os clientes de ambos os bancos inqueridos, os clientes do BES foram os que maior confiança apresentaram na instituição.
Idioma originalPortuguese
Supervisores/Consultores
  • Ramos, Casimiro F., Supervisor, Pessoa externa
  • Dias, Jorge Humberto, Supervisor
Estado da publicaçãoPublicado - 2018
Publicado externamenteSim

Keywords

  • Gestão por objetivos
  • Ética
  • Banca
  • Felicidade
  • Confiança

Citação