A importância da realização de atividades como pilar do envelhecimento ativo

Natércia Carvalho, Eduardo Duque

Resultado de pesquisarevisão de pares

Resumo

O início e a progressão do envelhecimento são profundamente influenciados pelos fatores biológicos, psicológicos, sociais e culturais, embora existam outros que o potenciam e cujo controlo não está ao nosso alcance. O envelhecimento e o declínio das faculdades de cada um podem começar a dar sinais em diferentes idades, tendo em conta o estilo de vida, assim como a maior ou menor predisposição para padecer de determinadas patologias ou perturbações.
Este estudo analisa a importância e o impacto da realização das atividades na vida dos idosos institucionalizados. O trabalho de campo decorreu no Centro Social e Paroquial de Molares, concelho de Celorico de Basto, junto da população com idades compreendidas entre os 55 e os 90 anos. Os resultados demonstraram o que a literatura tem vindo a afirmar sobre o envelhecimento bem-sucedido, de que a qualidade de vida dos idosos aumentou significativamente a partir do momento em que começaram a realizar-se as atividades socioculturais desenvolvidas pela própria instituição. Também se verificou que as atividades potenciaram o bom clima social na instituição, favorecendo o autoconhecimento e o conhecimento dos demais membros da própria instituição.
Idioma originalPortuguese
Título da publicação do anfitriãoDiferentes abordagens do envelhecimento
EditoresEduardo Duque
EditoraEditorial Cáritas
Páginas159-190
ISBN (impresso)9789729008863
Estado da publicaçãoPublished - jul 2021

Keywords

  • Envelhecimento
  • Envelhecimento ativo
  • Idosos
  • Envelhecimento bem-sucedido

Citação