A Metafísica da Manifestação em Michel Henry: presença na imanência integral da realidade ou na imanência afetiva do cogitoe da vida?

Resultado de pesquisarevisão de pares

28 Transferências (Pure)

Resumo

Em diálogo com a fenomenologia da vida de Michel Henry, este estudo tem como objetivo identificar de que maneira se dá a manifestação do ser transcendente de Deus na imanência histórica do mundo. Recusando a cisão grega entre a transcendência da essência e a imanência da existência, o autor francês considera que cada homem significa a autodoação da Vida absoluta. O seu monismo reduz a manifestação de Deus ao plano imanente e ontológico da Vida pura e subjetiva da carne, por distinção com em distinção do aparecer objetivo mas ilusório da corporeidade molecular e orgânica. Procuremos identificar se esta ontologia fenomenológica não encerra um dualismo gnóstico pelo facto de não considerar o cosmos como manifestação do Absoluto e de não considerar a corporeidade no plano redentor da plenificação escatológica.
Título traduzido da contribuiçãoThe Metaphysics of Manifestation in Michel Henry: presence in the integral immanence of reality or in the affective immanence of the cogito and life?
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)181-200
Número de páginas20
RevistaEstudos Teologicos
Volume63
Número de emissão1
Estado da publicaçãoPublicado - 13 abr. 2023

Keywords

  • Manifestação
  • Imanência
  • Transcendência
  • Vida

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “A Metafísica da Manifestação em Michel Henry: presença na imanência integral da realidade ou na imanência afetiva do cogitoe da vida?“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação