A mitologia do império na crónica de viagem colonial em Angola no século XX

Isadora de Ataíde Fonseca*

*Autor correspondente para este trabalho

Resultado de pesquisarevisão de pares

15 Transferências (Pure)

Resumo

Género clássico, a crónica de viagem manteve-se nas páginas da imprensa colonial do século XX e propagou a ideologia e os mitos do império português. Este estudo é uma análise socio-histórica da ideologia imperial através da narrativa de viagem, revelando as elites que lhe deram forma. Numa leitura pós-colonial, o caso de Angola demonstra que a crónica do século XX atualizou e popularizou a mitologia império-colonial. Tais narrativas preservaram temas e estratégias do século XIX, numa retórica orientalista que serviu os propósitos das relações entre cultura e império com o intuito de manter o domínio colonial.
Título traduzido da contribuiçãoThe mythology of colonial empire in Angola travel writing of twentieth century
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)274-298
Número de páginas25
RevistaAnálise Social
Volume55
Número de emissão235
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - 2020

Keywords

  • Ideologia
  • Império-colonial
  • Narrativas de viagem
  • Angola

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “A mitologia do império na crónica de viagem colonial em Angola no século XX“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação