A pessoa, a organização, e a espiritualidade: um estudo empírico em ambiente organizacional

Cristina Salgado, Joana Carneiro Pinto

Resultado de pesquisarevisão de pares

10 Transferências (Pure)

Resumo

Este estudo visa analisar a questão da espiritualidade no contexto laboral de organizações portuguesas. A espiritualidade é entendida como o modo como cada um, de forma pessoal e íntima, procura dar sentido a si, aos outros, à organização, ao trabalho, em busca da felicidade e do bem-estar em contexto organizacional. Para o efeito, participaram 401 trabalhadores, dos quais 286 desempenham funções de gestores e 115 desempenham funções de colaboradores em organizações de cariz público e privado, tendo sido avaliados através do questionário "Os Valores e a prática do trabalho", organizado em 6 dimensões distintas: (i) a pessoa e a empresa, (ii) relações humanas no trabalho, (iii) carreira, (iv) comunicação interna, (v) valores, e (vi) espiritualidade. Os resultados obtidos permitam verificar que estas dimensões são valorizadas pelos trabalhadores em geral, e reflectem o sentido cristão na vida laboral, isto é, esclarecem a "presença de Deus" e dos valores cristãos nas práticas organizacionais. Estes resultados são congruentes com os obtidos em estudos prévios a nível internacional e nacional, e justificam o investimento das organizações em matéria de espiritualidade, na medida em que este se constitui um factor importante para aspectos como o bem-estar, a satisfação, os sentidos de sucesso e progresso, a produtividade, o desempenho, e o próprio lucro, de pessoas e organizações.
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)32-58
Número de páginas27
RevistaGaudium Sciendi
Número de emissão10
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - 1 jul. 2016

Keywords

  • Espiritualidade no trabalho
  • Ambiente organizacional
  • Gestores
  • Colaboradores
  • Estudo empírico

Citação