A religiosidade juvenil nas duas últimas décadas

Resultado de pesquisa

Resumo

Nesta comunicação pretendo abordar a religiosidade juvenil portuguesa, focalizando o catolicismo, pelo seu domínio no campo religioso português. Primeiro, analisarei a evolução da religiosidade (crenças, práticas e atitudes) dos jovens portugueses (15-24 anos) nos últimos vinte anos, baseado nos dados do European Values Study (EVS) de 1990 e de 2008. Segundo, tentarei explicar as alterações observadas. Da análise dos dados, conclui-se que o jovem português tende a acreditar e a recompor mais, mas a praticar e a seguir menos as normas católicas. As crenças têm aumentado, enquanto as práticas e as atitudes positivas relativamente às normas católicas regrediram. Ao mesmo tempo, as crenças não católicas crescem, o que demonstra a sua plasticidade, que vai ao encontro da teoria da individualização. É difícil destrinçar o efeito directo de cada variável ou quais as variáveis mais importantes na evolução religiosa. Será a socialização religiosa, principalmente através da família? Será o lazer, essencialmente na vertente das novas tecnologias, da sexualidade, do consumo? Enfim, todas contribuem de certa forma para a compreensão desta evolução
Título traduzido da contribuiçãoJuvenile religiosity in the last two decades
Idioma originalPortuguese
Páginas1-9
Número de páginas9
Estado da publicaçãoPublicado - 14 abr 2014
Publicado externamenteSim
EventoVIII Congresso da Associação Portuguesa de Sociologia: 40 anos de democracia(s) – Progessos, Contradições e Prospectivas - Universidade de Évora, Évora
Duração: 14 abr 201416 abr 2014

Conferência

ConferênciaVIII Congresso da Associação Portuguesa de Sociologia
País/TerritórioPortugal
CidadeÉvora
Período14/04/1416/04/14

Keywords

  • Religiosidade
  • Juventude
  • Socialização
  • Família
  • Lazer

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “A religiosidade juvenil nas duas últimas décadas“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação