Adaptação da escala de estratégias de coping na adolescência numa amostra Portuguesa

Paulo César Azevedo Dias, Jose A. Garcia del Castillo Rodriguez, Carmen López-Sánchez

Resultado de pesquisarevisão de pares

4 Citações (Scopus)

Resumo

A adolescência é uma fase desenvolvimental marcada por desafios. No sentido de conhecer melhor as estratégias que os adolescentes utilizam para lidar com o stress, pretendeu-se com este estudo apresentar as propriedades psicométricas da Escala de Estratégias de Coping na Adolescência (Burnett & Fanshawe, 1997), testada junto de uma amostra de adolescentes portugueses, explorando diferenças em função do género e da idade. Os resultados permitiram encontrar uma estrutura factorial válida e com consistência interna genericamente adequada. Os dados permitem perceber diferenças nas estratégias de coping, com as moças a procurar mais apoio dos outros e melhoria pessoal, enquanto os rapazes utilizam mais frequentemente drogas ou o humor. Em função da idade verificouse uma relação positiva com o uso de substâncias e diminuição da procura de apoio da família e de profissionais. Os dados são discutidos à luz da literatura e implicações para a prática são apresentadas.
Título traduzido da contribuiçãoAdaptation of the adolescent coping strategies scale in a Portuguese sample
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)12-21
Número de páginas10
RevistaEstudos de Psicologia
Volume20
Número de emissão1
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - 2015

Keywords

  • Adolescência
  • Coping
  • Psicometria

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Adaptação da escala de estratégias de coping na adolescência numa amostra Portuguesa“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação