Antidiabéticos orais e internamentos atribuíveis à diabetes em Portugal

Miguel Gouveia*, Pedro Laires, Margarida Borges, Margarida Augusto, Ana Paula Martins

*Autor correspondente para este trabalho

Resultado de pesquisarevisão de pares

1 Citação (Scopus)

Resumo

Introdução: O crescimento da despesa com antidiabéticos orais tem levado a preocupações questionando os ganhos de saúde e vantagens para o sistema de saúde gerados por esses medicamentos. Este estudo contribui para responder a estas questões.Material e Métodos: Numa primeira fase apresentam-se estimativas das três variáveis centrais a utilizar na análise: 1) a prevalência tratada da diabetes por ano e por região de saúde baseadas nos consumos de antidiabéticos orais, 2) o número de episódios de internamento hospitalar atribuíveis à diabetes com base nos riscos relativos das várias patologias e os seus custos e 3) uma caracterização quantitativa dos antidiabéticos orais consumidos através do cálculo da sua vintage média. Através do uso de observações para 10anos e cinco regiões, perfazendo um total de 50 observações, foi possível estimar um modelo econométrico explicando estatisticamente os internamentos e os custos hospitalares atribuíveis à diabetes por características regionais, pela prevalência tratada e pelavintage média dos antidiabéticos orais. Resultados: Os resultados dos modelos de regressão múltipla mostram que as despesas hospitalares são proporcionais à prevalência tratada, tudo o mais constante mas que quanto mais recente for a vintage dos antidiabéticos orais usados menores são os custos hospitalares. Os efeitos para o número de internamentos são similares. Discussão e Conclusões: Para uma observação média na amostra, se a vintage média dos antidiabéticos orais fosse um ano superior então os custos hospitalares seriam 5,3% inferiores (cerca de € 11 milhões em 2009) e o número de internamentos seria 3,8% menor (cerca de menos 3965 episódios em 2009). Um exercício contra factual permite estimar que para o ano de 2009 a introdução da classe dos inibidores de DPP IV permitiu reduzir o número de internamentos atribuíveis à diabetes em 8480 e com isso poupar €23,3 milhões em custos hospitalares.
Título traduzido da contribuiçãoAntidiabetic drugs and in-patient admissions attributable to diabetes in Portugal
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)323-331
Número de páginas9
RevistaActa Medica Portuguesa
Volume25
Número de emissão5
Estado da publicaçãoPublicado - set 2012

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Antidiabéticos orais e internamentos atribuíveis à diabetes em Portugal“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação