Autonomia e flexibilidade curricular: que impactos na ação organizacional escolar?

Carla Baptista*, José Matias Alves

*Autor correspondente para este trabalho

Resultado de pesquisarevisão de pares

11 Transferências (Pure)

Resumo

Orientações legislativas no sistema educativo português enunciam a Autonomia e Flexibilidade Curricular como a forma de as escolas promoverem melhores aprendizagens para todos os alunos. A problemática da nossa investigação assentou na necessidade de compreender se a gramática escolar instituída na ação concreta cumpre as promessas enunciadas, tendo, assim, sido o objeto da nossa investigação a compreensão da forma como a organização escolar se (re)apropria das orientações da legislação escolar relativa à Autonomia e Flexibilidade Curricular. O presente estudo insere-se num paradigma qualitativo interpretativo, centrando-se na descrição e compreensão de realidades específicas e singulares - duas organizações escolares públicas do distrito do Porto, com contextos sociais e culturais distintos. O estudo exploratório realizado assentou na análise de conteúdo de entrevistas semiestruturadas a diretores e de questionários aplicados a professores e a alunos de duas escolas, por forma a tentar compreender-se os impactos das orientações normativas na ação educativa. Os resultados indiciam poucas transformações organizativas, principalmente no núcleo duro do funcionamento quotidiano das escolas e do trabalho pedagógico na sala se aula. Desafios da mudança escolar através de normativos terão tendência a não surtir efeito.
Título traduzido da contribuição Curriculum autonomy and flexibility: what impacts on school organizational action?
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)1-24
Número de páginas24
RevistaRevista Portuguesa de Investigação Educacional
Número de emissão27
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - 22 fev. 2024

Keywords

  • Inovação e mudança educativa
  • Organização escolar
  • Autonomia e flexibilidade curricular

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Autonomia e flexibilidade curricular: que impactos na ação organizacional escolar?“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação