Brothers in arms? Portuguese and Brazilian journalistic worlds compared

Título traduzido da contribuição: Companheiros de armas? Uma comparação entre o mundo jornalístico português e o brasileiro

Rui Novais, Sonia Virginia Moreira, Luísa Silva

Resultado de pesquisarevisão de pares

1 Transferências (Pure)

Resumo

Este artigo tem como objetivo avaliar se existe uma comunidade jornalística
de língua portuguesa “desterritorializada” ou se autopercepções profissionais distintas prevalecem entre jornalistas portugueses e brasileiros. Com base em uma extensa análise comparada de 200 questionários – incluindo questões sobre as culturas do jornalismo, a confiança nas instituições e as influências no trabalho de coleta de notícias – o texto avalia a proximidade cultural dos dois países, bem como o índice de globalização, os respectivos contextos políticos e os diferentes meios de comunicação. Apesar da proximidade esperada e de alguns sinais de convergência entre os dois países, o estudo comparado mostra algumas diferenças que são resultantes da respectiva incorporação institucional, social e cultural. Assim, culturas profissionais diferentes impedem a existência de uma cultura jornalística de língua portuguesa “translocal” e confirmam a
importância dos contextos.
Título traduzido da contribuiçãoCompanheiros de armas? Uma comparação entre o mundo jornalístico português e o brasileiro
Idioma originalEnglish
Páginas (de-até)76-97
RevistaBrazilian Journalism Research
Volume9
Número de emissão1
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - 2013
Publicado externamenteSim

Keywords

  • Jornalismo
  • Portugal
  • Brasil
  • Estudo comparado
  • Contextos

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Companheiros de armas? Uma comparação entre o mundo jornalístico português e o brasileiro“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação