A construção da liberdade religiosa em Portugal: do trilho legal à percepção da liberdade religiosa entre as lideranças evangélicas

Resultado de pesquisarevisão de pares

13 Transferências (Pure)

Resumo

Na atualidade, 90% dos países do mundo já possuem cláusulas sobre a liberdade religiosa nos seus textos legais fundamentais. Em face desta constatação, poder-se-á perguntar: o que mais haverá para tratar sobre o tema? Não se terá atingido um “fim da história” relativamente à liberdade religiosa? Com efeito, o caso português, embora se afirme, geralmente, como um bom exemplo em matéria de liberdade religiosa, continua a desafiar esse pressuposto. É precisamente a análise desses desafios que trazemos à luz neste trabalho. Através de um questionário aplicado às lideranças evangélicas em Portugal, analisamos a percepção da liberdade religiosa no país. Concluímos que, embora haja um sistema legal bem definido de separação Estado-religiões e um regime de liberdade religiosa relativamente avançado, no caso português parece haver uma certa dicotomia entre liberdade religiosa de facto e de jure.
Título traduzido da contribuiçãoBuilding religious freedom in Portugal: from the legal trail to the perception of religious freedom among evangelical leaders
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)217-234
Número de páginas18
RevistaREVER - Revista de Estudos da Religião
Volume20
Número de emissão3
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - 11 dez 2020

Keywords

  • Liberdade religiosa
  • Diálogo inter-religioso
  • Lideranças evangélicas
  • Perceção
  • Portugal

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “A construção da liberdade religiosa em Portugal: do trilho legal à percepção da liberdade religiosa entre as lideranças evangélicas“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação