C-33. Fibroma Ossificante Periférico: a propósito de um caso clínico

Maria Godinho, Sofia Macedo, Filipa Bexiga, Tinoco Torres Lopes, Rui Amaral Mendes

Resultado de pesquisarevisão de pares

9 Transferências (Pure)

Resumo

Introdução: O mucocelo é uma das patologias benignas da cavidade oral, que pode atingir as glândulas salivares. Clinicamente a lesão é indolor, redonda, transparente e de cor azulada, com tamanho variável. A sua incidência é, na sua maioria em crianças ou jovens, sendo associada a episódios traumáticos, principalmente, das glândulas salivares minor, localizando-se preferencial na mucosa do lábio inferior. Caso clínico: Individuo do sexo feminino, com 27 anos, refere a presença de um “inchaço no lábio”, “há mais de três semanas”, sem relato de sintomatologia. Menciona não ter nenhuma patologia sistémica, não realizando qualquer medicação. Ao exame objectivo, verificamos uma tumefacção no lábio inferior, no lado direito, de consistência mole. Com uma dimensão de 1,5 cm, é ligeiramente móvel, sem alterações na cor da mucosa. Foi realizada uma biopsia excisional da lesão, com laser de CO2. A cicatrização foi por segunda intenção. A biopsia da lesão oral mostrou características morfológicas compatíveis com mucocelo de retenção. O diagnóstico final proposto foi de mucocelo de retenção. Após três semanas da realização da biopsia, a loca cirúrgica apresentava-se cicatrizada. Discussão e conclusões: Estudos atuais referem que a remoção cirúrgica da lesão e respectiva glândula envolvida, é o tratamento de eleição. O laser de CO2 oferece, nesse sentido, um conjunto de vantagens. Este permite uma excisão rápida do mucocelo, através de uma técnica simples, sem necessidade de suturar a lesão no final da operação. Os resultados estéticos nas intervenções com laser de CO2 são notáveis, sem fibrose ou cicatriz. Os danos nos tecidos vizinhos são minimizados, com menor sangramento e uma menor contaminação da loca cirúrgica. A nível pós-operatório esta técnica permite também mais conforto ao paciente, com menor inflamação e dor. O médico dentista deve estar atento para este tipo de lesões, visto que só são detectadas com uma visão global da cavidade oral e uma boa anamnese. A excisão da lesão a laser de CO2 surtiu efeito, num processo rápido, com reduzida dor ou inflamação pós - operatória, apresentando um resultado estético assinalável. Até a data não é visível qualquer recorrência da lesão.
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)e54-e54
Número de páginas1
RevistaRevista Portuguesa de Estomatologia, Medicina Dentária e Cirurgia Maxilofacial
Volume54
Número de emissãoS1
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - 1 out. 2013

Citação