Caracterização da opinião dos nutricionistas relativamente aos alimentos geneticamente modificados

Resultado de pesquisa

2 Transferências (Pure)

Resumo

INTRODUÇÃO: Atualmente, existem no mercado português alimentos geneticamente modificados (AGM), assumindo-se portanto que sejam seguros para consumo humano. Contudo, a evidência em relação a esta segurança mantém-se contraditória. Os nutricionistas trabalham de modo particular as interações alimentação/saúde. OBJETIVOS: Caracterizar as opiniões dos nutricionistas face aos AGM. METODOLOGIA: Um questionário semi-estruturado online foi divulgado em 2016 entre nutricionistas, através de múltiplos canais. As opiniões foram caracterizadas através de 12 afirmações classificadas numa escala tipo Likert de 5 níveis de respostas RESULTADOS: Foram inquiridos 248 nutricionistas, 84,3% do sexo feminino. A maioria dos participantes (77,6%) concordam que a engenharia genética pode ser utilizada na produção de alimentos que trazem benefícios para a humanidade e (62,9%) que são uma ferramenta importante no combate à fome no mundo. No entanto, 59,8% concordam que o consumo de AGM pode implicar problemas para a saúde e 51,7% consideram que é provável que estes alimentos estejam associados a algum tipo de sintoma. A maioria (61,4%) discorda que as normas atuais são suficientes para proteger as pessoas de eventuais riscos para a saúde e 97,2% discordam que a população está devidamente informada sobre o consumo de alimentos trangénicos.Em relação a considerarem que os AGM são mais nutritivos do que os seus homólogos convencionais e que resultam numa alimentação mais saudável, 59,7% e 60,5% discordam, respectivamente. No que respeita a considerarem o consumo de AGM na prática equivalente ao consumo de alimentos não transgénicos, a maioria discorda (70,3%). Para todas as afirmações formuladas verificaram-se elevadas proporções de nutricionistas que nem concordavam, nem discordavam dos conteúdos. CONCLUSÕES: Os resultados evidenciam que é necessário o debate e eventual formação dos nutricionistas em relação às interações AGM/saúde.
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)50-51
Número de páginas2
RevistaActa Portuguesa de Nutrição
Número de emissão9
Estado da publicaçãoPublicado - mai 2017
EventoXVI Congresso de Nutrição e Alimentação da Associação Portuguesa dos Nutricionistas - Lisboa
Duração: 4 mai 20175 mai 2017

Citação