O cristianismo como estilo numa sociedade em rede

Luís M. Figueiredo Rodrigues*, Flávio José de Paula*

*Autor correspondente para este trabalho

Resultado de pesquisarevisão de pares

1 Transferências (Pure)

Resumo

Neste artigo, pretendemos articular a compreensão do cristia-nismo como estilo, de Theobald (2008), com aspectos da chamada so-ciedade em rede (Castells, 2007b). A metodologia consiste em explorar o conceito e as características da sociedade em rede, destacando, além do aspecto social, o cultural e o econômico. Na sociedade em rede, as relações sociais estão pautadas nos “nós” de uma rede que se articula como uma estrutura aberta; a cultura, chamada de virtualidade real, é caracterizada a partir da anulação do espaço e do tempo; e a economia, denominada informacionalismo, constitui-se como uma forma de ca-pitalismo extremamente eficiente. Nesse contexto, o poder das identi-dades revela-se como uma possibilidade de resistência. O cristianismo, entendido como um estilo (Theobald, 2008), aponta para elementos-chave necessários para o diálogo com essa sociedade em rede, uma vez que revela uma maneira de habitar o mundo, caracterizada pela “hospitalidade do nazareno”. 
Título traduzido da contribuiçãoChristianity as a style in a network society
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)609-703
Número de páginas24
RevistaRevista Eclesiástica Brasileira
Volume81
Número de emissão320
DOIs
Estado da publicaçãoPublished - 16 dez 2021

Keywords

  • Sociedade em rede
  • Cristianismo como estilo
  • Identidade cristã

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “O cristianismo como estilo numa sociedade em rede“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação