Conscientious objection: reflections for nursing in Portugal

Título traduzido da contribuição: Objeção de consciência: reflexões para a enfermagem em Portugal

Resultado de pesquisarevisão de pares

2 Citações (Scopus)
4 Transferências (Pure)

Resumo

Objetivo: Proceder a uma discussão acerca da objeção de consciência na prática da enfermagem de forma a identificar a fundamentação ética e legal, para esta tomada de decisão. Metodologia: Estudo qualitativo no qual a metodologia utilizada foi a reflexão ética com base numa análise jurídica das leis em apreço, procedendo-se a uma pesquisa bibliográfica e documental. Conclusão: A lei portuguesa e as bases éticas que constituem a base do Código Deontológico dos enfermeiros em Portugal, protegem a liberdade de consciência como um direito profissional. Todavia, é também clara a obrigação de proteção da vida humana, pelo que se impõe a necessidade de articulação entre esta proteção e o exercício do direito à objeção de consciência por parte do enfermeiro.
Título traduzido da contribuiçãoObjeção de consciência: reflexões para a enfermagem em Portugal
Idioma originalEnglish
Páginas (de-até)112-116
Número de páginas5
RevistaRevista gaúcha de enfermagem / EENFUFRGS
Volume36
Número de emissão4
DOIs
Estado da publicaçãoPublished - 1 dez 2015

Keywords

  • Ética em enfermagem
  • Legislação de enfermagem
  • Início da vida humana

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Objeção de consciência: reflexões para a enfermagem em Portugal“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação