Contornos paradigmáticos da espiritualidade de George MacDonald

Resultado de pesquisarevisão de pares

Resumo

A espiritualidade de George MacDonald, tal como se encontra patenteada nos seus “Sermões não pronunciados” (e noutras obras que para estes, e destes, dimanam), orbita três polos fundamen-tais: o Deus-Amor que incendeia o que no sujeito é desamor; este mesmo sujeito que precisa deixar de estimar a pele do seu “ego” para passar a viver a partir do seu “eu”; e, enfim, os “demais” que, vindo até ao sujeito em todas as mais imponderáveis circunstâncias, são fundamentais para que se possa operar tal transformação só possível pelo amor filial e fraterno. Alicerçada nas inter-relações entre estes três polos, surgem questões tão importantes para a es-piritualidade cristã (e católica) como: a entrega à Cruz; o papel da secura sensitiva; a solidariedade soteriológica; o amor e o perdão (de Deus e do sujeito, quer para com Este, quer para com os demais) que supera a justiça retributiva; a entrega ao momento presente; a entrega co(m)-participativa à providência divina; a configuração com Cristo; e a obediência amorosa.
Título traduzido da contribuiçãoParadigmatics contours of George MacDonald's spirituality
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)13-40
Número de páginas15
RevistaRevista de Cultura Teológica
Volume24
Número de emissão88
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - 2016

Keywords

  • George MacDonald
  • Sermões não pronunciadas
  • Espiritualidade
  • Amor

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Contornos paradigmáticos da espiritualidade de George MacDonald“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação