Crítica da razão populista

Resultado de pesquisarevisão de pares

2 Transferências (Pure)

Resumo

Neste artigo, coloca-se a questão da atualidade da crítica, analisando igualmente, de forma mais circunscrita, um fenómeno específico – o do “populismo”. Mostra-se como o populismo tem aparecido de forma pejorativa no espaço público e defende-se, com Laclau (2005), que este fenómeno não deve ser rejeitado em bloco, uma vez que apresenta uma racionalidade específica, importante para o processo democrático, mas que, no entanto, deve ser submetida a uma crítica. Assim, avançando aquilo a que no artigo se chama uma “crítica da razão populista”, pretende-se contribuir não só para uma reavaliação do que significa a razão nos dias que correm, mas também se avançam critérios para distinguir aquilo que de produtivo ou nocivo pode existir no fenómeno do populismo, através de uma análise das narrativas e valores que cada discurso “populista” transmite.
Título traduzido da contribuiçãoCritique of populist reason
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)73-88
Número de páginas16
RevistaRevista Crítica de Ciências Sociais
Número de emissão117
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - dez 2018

Keywords

  • Democracia
  • Populismo
  • Razão
  • Teoria crítica
  • Tolerância

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Crítica da razão populista“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação