De Demócrito e Isaac a Jesus Cristo: o riso na construção do Deus dos cristãos

Resultado de pesquisarevisão de pares

41 Transferências (Pure)

Resumo

Retomamos, a partir das fontes patrísticas, a quaestio disputata do riso (e não riso) de Jesus, para averiguar o papel do riso na representação do Deus dos cristãos. Por reação à antiga theologia mythica, à mitologia (o “riso inextinguível” dos deuses), os autores patrísticos redefiniram substancialmente o estatuto do riso e do humor na vida e espiritualidade cristãs. Fizeram-no a partir do exemplum Jesus e dos silêncios dos Evangelhos, mas também reutilizando o riso como fronteira de ortodoxia/heterodoxia na definição da própria cristologia. Sabendo nós que o Cristo dos gnósticos, tal como as divindades pagãs, ri muito mais do que o Jesus Cristo dos Evangelhos e da doutrina eclesiástica, interessa-nos averiguar como o riso (humano ou divino?) foi usado na elaboração das diversas cristologias: numa constante tensão entre as tendências docetas que afirmam o riso de Jesus para negar a sua humanidade e alteridade do homem Jesus face ao Cristo divino (gnosticismo); e a leitura “católica” que nega ao Jesus histórico o riso “próprio do homem”, sob o risco de diminuir a real humanidade de Cristo sublinhada, porém nas “lágrimas” e no drama da Passio.
Título traduzido da contribuiçãoFrom Democritus and Isaac to Jesus Christ: the laughter in the construction of the Christian's God
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)13-35
Número de páginas23
RevistaRever
Volume23
Número de emissão1
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - 27 jul. 2023

Keywords

  • Demócrito
  • Isaac
  • Jesus
  • Riso
  • Cristologia
  • Heresia
  • Ortodoxia

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “De Demócrito e Isaac a Jesus Cristo: o riso na construção do Deus dos cristãos“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação