Dique de borracha na diminuição de microrganismos nos aerossóis

Miguel Agostinho Cardoso*, André Milheiro, Bárbara Cruz, Rita Noites, Ana Sofia Duarte

*Autor correspondente para este trabalho

Resultado de pesquisarevisão de pares

9 Transferências (Pure)

Resumo

Objetivos: Avaliar se o dique de borracha interfere na disseminação de microrganismos em aerossóis gerados durante o uso de instrumentos rotatórios no tratamento de cáries. Materiais e métodos: Foram realizados 20 tratamentos de cárie, sendo dez com dique de borracha (DB) e dez sem dique de borracha (SDB). Foram utilizados três pontos de recolha: operador (DB n=10; SDB n=10), assistente (DB n=10; SDB n=10) e bandeja (DB n=10; SDB n=10). Em cada local foram aplicadas duas placas de Petri: (Ágar Trypticase Soy fluconazol) para selecionar bactérias e (Ágar Sabouraud Dextrose ampicilina) para selecionar fungos. Houve um tempo de exposição de 15 min durante o uso dos instrumentos rotatórios. As placas foram incubadas durante 24h e as unidades formadoras de colónias (UFC) foram contadas e comparadas usando estatísticas de sobrevivência (p<0,05). Na fase final do estudo, os isolados clínicos foram identificados por sequenciação parcial de nucleotídeos da subunidade ribossomal. Resultados: Uma maior contagem de UFC foi obtida nos grupos em que não foi utilizado dique de borracha em comparação àqueles em que foi aplicado dique de borracha (p=0,022). Embora não tenham sido observadas diferenças estatisticamente significativas entre os pontos de recolha no operador e no assistente, na bandeja, o grupo onde foi utilizado dique apresentou menor número de UFC em relação ao grupo sem dique (p=0,004). A sequenciação nucleotídica permitiu identificar Staphylococcus, Pseudomonas, Micrococcus e Bacillus. Conclusões: Este estudo experimental enfatiza a importância do uso do dique de borracha durante os procedimentos clínicos que utilizam instrumentos rotatórios, reduzindo o risco de contaminação por aerossóis, além de promover a segurança do paciente durante o tratamento.
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)45-45
Número de páginas1
RevistaRevista Portuguesa de Estomatologia, Medicina Dentária e Cirurgia Maxilofacial
Volume63
Número de emissãoS1
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - 30 dez. 2022
EventoXLII Congresso Anual da Sociedade Portuguesa de Estomatologia e Medicina Dentária - Centro de Artes e Espetáculos, Figueira da Foz
Duração: 13 out. 202215 out. 2022

Citação