Disgorgement of profits in Portugal: a journey between the present and the future

Resultado de pesquisarevisão de pares

Resumo

Recentemente tem sido muito propalada a ideia de que Cristóvão Colombo teria sido português, natural da vila de Cuba, e agente secreto de D. João II, aduzindo como prova sobretudo a toponímia das terras que descobriu. Na realidade, os topónimos que lhe têm sido atribuídos ou não são da sua autoria ou se justificam por razões que as fontes coevas nos explicam. Tampouco há razão para preferir o apelido Colón a Colombo, visto a documentação provar claramente que, sucessivamente, usou ambos. Quanto aos serviços a D. João II, prestou‑lhe o pior que se poderia imaginar: desviar para o Atlântico, onde entravam facilmente em choque com os interesses portugueses as atenções de uma Espanha unificada voltada para o interior da Península, para o Magrebe e para o Mediterrâneo.
Idioma originalEnglish
Título da publicação do anfitriãoDisgorgement of profits
Subtítulo da publicação do anfitriãogain-based remedies throughout the world
EditoresE. Hondius, A. Janssen
EditoraSpringer International Publishing AG
Páginas171-186
Número de páginas16
Volume8
ISBN (impresso)9783319187587
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - 2015
Evento19th Congress of the International-Academy-of-Comparative-Law - Vienna
Duração: 1 jul 20141 jul 2014

Série de publicação

NomeIus Comparatum-Global Studies in Comparative Law
ISSN (impresso)2214-6881

Conferência

Conferência19th Congress of the International-Academy-of-Comparative-Law
País/TerritórioAustria
CidadeVienna
Período1/07/141/07/14

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Disgorgement of profits in Portugal: a journey between the present and the future“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação