Efeito de hidroxietilamido sobre lesão renal aguda em modelo de isquemia-reperfusão hepática

Manuel Oliveira-Santos*, Maria Francelina Lopes, Dora Catré, Esmeralda Gonçalves, António Cabrita

*Autor correspondente para este trabalho

Resultado de pesquisarevisão de pares

4 Citações (Scopus)

Resumo

Introdução: As manobras de controlo vascular hepático utilizadas durante cirurgia de fígado estão normalmente associadas a lesãode isquemia-reperfusão, que pode resultar em disfunção renal aguda. O modelo murino tem sido utilizado para estudo desta lesão. Oshidroxietilamidos têm reconhecidas propriedades anti-inflamatórias e melhoram a microcirculação. Os de terceira geração, nomeadamente o 130/0.4, têm melhor perfil de segurança que hidroxietilamidos anteriores.Objetivos: Avaliação da lesão renal em modelo murino de lesão de isquemia-reperfusão hepática parcial normotérmica e investigaçãodo efeito do hidroxietilamido 130/0.4 nessa lesão.Métodos: Distribuíram-se aleatoriamente 72 ratos Wistar do sexo masculino por seis grupos de características idênticas (n = 12 x6). Em três deles, os de isquemia-reperfusão, clampou-se o pedículo vascular dos lobos hepáticos esquerdo e mediano, induzindoisquemia parcial (70%), e removeu-se o clampe 60 minutos depois (grupos IR + HEA e IR + SH, com administração de hidroxietilamidoou soro fisiológico hipertónico (7,5%) no momento da reperfusão, respetivamente, e grupo IR, sem fluidoterapia). Os grupos de controlo foram operados e tratados segundo o mesmo protocolo, mas sem indução de isquemia (sham + HEA, sham + SH e sham). Após120 minutos de reperfusão nos grupos de isquemia-reperfusão e 180 minutos de cirurgia nos grupos de controlo colheu-se sangue daartéria aorta para doseamento de creatinina, ureia e alanina aminotransferase e retiraram-se amostras renais e hepáticas para análisehistopatológica.Resultados: Como já publicado pelo nosso grupo, o modelo de lesão de isquemia-reperfusão hepática parcial apresentou lesão hepática. No presente trabalho, o grupo IR teve concentrações médias de creatinina, ureia e score histopatológico superiores ao grupos ham (p < 0,05). A creatininémia e uremia foram significativamente inferiores tanto no grupo IR + HEA (23,08 μmol/L e 8,38 mmol/L, respetivamente) como no grupo IR + SH (26,59 μmol/L e 7,82 mmol/L) relativamente ao grupo IR (40,101 μmol/L e 11,25 mmol/L). Não se encontrou diferença significativa entre os grupos IR + HEA e IR + SH (marcadores séricos e histopatologia). Conclusões: O modelo de lesão de isquemia-reperfusão hepática foi eficaz na produção de lesão renal. Tanto o hidroxietilamido 130/0.4 como o soro fisiológico hipertónico foram protetores renais neste contexto e não lesaram o rim no controlo. Justificam-se maisestudos para complementar as implicações clínicas da administração de hidroxietilamido 130/0.4 em cirurgia hepática.
Título traduzido da contribuiçãoEffect of hydroxyethyl starch on acute renal injury in a model of hepatic ischemia-reperfusion
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)308-316
Número de páginas9
RevistaActa Medica Portuguesa
Volume25
Número de emissão5
Estado da publicaçãoPublicado - set 2012
Publicado externamenteSim

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Efeito de hidroxietilamido sobre lesão renal aguda em modelo de isquemia-reperfusão hepática“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação