Estilos de criar e pensar em estudantes universitários

Resultado de pesquisarevisão de pares

Resumo

Este estudo tem como objectivo caracterizar os estilos de criar e pensar de uma amostra de estudantes universitários, atendendo ao género, curso, ano de frequência e instituição. A amostra é constituída por 234 estudantes, 184 do género feminino e 50 do género masculino, dos cursos de Psicologia (67.5%) e de Comunicação Social (32.5%), de diferentes instituições (Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias-ULHT-35.9%, Universidade Católica-UC-32.5% e Instituto Superior de Psicologia Aplicada-ISPA-31.6%). A Escala dos Estilos de Criar e Pensar, avalia os estilos Não conformista/Transformador, Cauteloso/Reflexivo e Lógico/Objectivo. Os resultados evidenciam, para a totalidade da amostra, maiores índices para o estilo Não-conformista/Transformador levantando a questão da desejabilidade social inerente a este tipo de instrumento. Não foram encontradas diferenças em nenhum dos estilos, considerando as variáveis género ou curso. São os alunos do primeiro ano, bem como os que frequentam a UC que se destacam pelos maiores níveis do estilo Não-conformista/Transformador, podendo as políticas educativas de cada uma das instituições ser responsáveis por estes resultados. Contudo, considerando que os alunos do primeiro ano são os que frequentam a UC e que os alunos do terceiro são os que frequentam o ISPA, levanta-se ainda a questão relativa ao papel da escola na eventual promoção de uma forma mais conformista de pensamento.
Idioma originalPortuguese
Páginas324-330
Número de páginas7
Estado da publicaçãoPublicado - 2016
Publicado externamenteSim
Evento3º Congresso da Ordem dos Psicólogos Portugueses - Alfândega do Porto, Porto
Duração: 28 set 20161 out 2016

Conferência

Conferência3º Congresso da Ordem dos Psicólogos Portugueses
País/TerritórioPortugal
CidadePorto
Período28/09/161/10/16

Keywords

  • Estilos de criar e pensar
  • Estudantes universitários

Citação