Factorial structure analysis of the Torrance Test with Portuguese students

Título traduzido da contribuição: Análise da estrutura fatorial dos Testes de Torrance em estudantes portugueses

Ricardo Primi, Tatiana de Cássia Nakano, Maria de Fátima Morais, Leandro Silva Almeida, Ana Paula Marques David

Resultado de pesquisarevisão de pares

7 Transferências (Pure)

Resumo

Com a finalidade de verificar a estrutura fatorial dos testes de Torrance, duas atividades verbais e duas figurais foram aplicadas em 193 estudantes do 10º e 12º ano do ensino secundário de Portugal. Tentou-se demonstrar que a colinearidade das variáveis fluência e flexibilidade podem criar artefatos metodológicos que dificultam o entendimento da estrutura interna subjacente ao teste. A análise fatorial dos componentes principais, sem controle da colinearidade, indicou uma solução composta por quatro fatores que separam basicamente as atividades. Controlando-se a colinearidade, encontrou-se uma nova solução, também composta por quatro fatores, que, diferentemente da anterior, organizou variáveis com processos semelhantes, mas de diferentes atividades. O tipo de conteúdo, verbal e figural, mostrou-se ainda um importante elemento na organização dos fatores. Esse novo arranjo fez mais sentido diante da teoria que embasa os instrumentos, ao separar os diferentes processos e conteúdos por eles avaliados.
Título traduzido da contribuiçãoAnálise da estrutura fatorial dos Testes de Torrance em estudantes portugueses
Idioma originalEnglish
Páginas (de-até)19-28
Número de páginas10
RevistaEstudos de Psicologia (Campinas)
Volume20
Número de emissão1
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - 1 mar. 2013

Keywords

  • Medidas de criatividade
  • Análise fatorial
  • Validade do teste
  • Teste de Torrance

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Análise da estrutura fatorial dos Testes de Torrance em estudantes portugueses“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação