Family transitions to homelessness: a qualitative approach

Título traduzido da contribuição: Transições familiares para a situação de sem-teto: uma abordagem qualitativa

Resultado de pesquisarevisão de pares

1 Citação (Scopus)
4 Transferências (Pure)

Resumo

Objetivos: caracterizar as famílias sem-teto utilizadoras de um Balneário Público; identificar os fenômenos/acontecimentos de vida significativos para a transição da família para a condição de sem-teto; compreender a relação entre os acontecimentos de vida significativos; identificar as expectativas para o futuro dos inquiridos. Métodos: estudo exploratório, descritivo utilizando a entrevista e a análise temática de conteúdo. A amostra foi constituída pelos usuários de um Balneário Públic. Resultados: a doença mental, os fatores de ordem social, pessoal e familiar justificam a transição dos sujeitos para a condição de sem-teto. A ausência total de expectativas, marcadas pela desesperança, alterna com as expectativas futuras assentes na resiliência e na esperança. Considerações Finais: relevamos no estudo a autodeterminação expressa em pequenas expressões da narrativa, por um lado, bem como os aspetos ligados à evolução das relações familiares, por outro.
Título traduzido da contribuiçãoTransições familiares para a situação de sem-teto: uma abordagem qualitativa
Idioma originalEnglish
Número do artigoe20190554
RevistaRevista brasileira de enfermagem
Volume73
Número de emissão5
DOIs
Estado da publicaçãoPublished - 2020

Keywords

  • Família
  • Sem-teto
  • Pesquisa qualitativa
  • Autodeterminação
  • Relações familiares

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Transições familiares para a situação de sem-teto: uma abordagem qualitativa“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação