Da indisciplina ao clima de escola: a voz dos alunos

Marisa Carvalho, Paulo Alão, Joaquim Magalhães

Resultado de pesquisarevisão de pares

21 Transferências (Pure)

Resumo

As questões relacionadas com a indisciplina, bullyinge violência escolar continuam a constituir-se como uma preocupação, desafiando as escolas na construção de soluções eficazes dirigidas à promoção da cidadania ativa, dialogante e relacional. Cabe às escolas uma atuação convergente com modelos proativos degestão da indisciplina com vista à promoção de comportamentos pró-sociais. Neste âmbito, destacamos a participação e envolvimento dos alunos nos processos de tomada de decisão e as atividades da escola como um fator determinante da construção de uma escola positiva, democrática e inclusiva. Este artigo apresenta a metodologia de Assembleias de Alunos, conforme realizadas no Agrupamento de Escolas de Frazão –Paços de Ferreira, no âmbito de um projeto de promoção de comportamentos positivos na escola. Partindo da análise documental das atas das referidas assembleias, identificam-se as conceções dos alunos acerca da disciplina e clima de escola, bem como as estratégias de ação adotadas. Os resultados obtidos apontam no sentido de se privilegiarem ações que promovam a participação e o envolvimento dos alunos nas decisões e atividades da 43escola. Com efeito, consideramos que as assembleias de alunos constituem uma abordagem promissora na promoção de um clima de escola positivo, participado e democrático.
Título traduzido da contribuiçãoFrom indiscipline to school climate: the students' voice
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)42-60
Número de páginas19
RevistaRevista Portuguesa de Investigação Educacional
Volume17
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - dez. 2017

Keywords

  • Disciplina
  • Clima de escola
  • Participação
  • Assembleias de alunos

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Da indisciplina ao clima de escola: a voz dos alunos“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação