Gênese e institucionalização do Dispensário de Higiene Social de Viana do Castelo (1934-1960)

Alexandra Patrícia Esteves*

*Autor correspondente para este trabalho

Resultado de pesquisarevisão de pares

2 Transferências (Pure)

Resumo

Este trabalho procura analisar o processo de criação e a atividade desenvolvida pelo Dispensário de Higiene Social de Viana do Castelo, cidade do Norte de Portugal, considerando o período compreendido entre 1934 e a década de 60 do século XX. Os dispensários tinham uma função essencialmente preventiva e surgiram com a finalidade de impedir a propagação de doenças que facilmente ganhavam contornos de autênticos flagelos sociais. A ação do Dispensário de Viana do Castelo incidiu no combate às doenças venéreas, sobretudo à sífilis, e à raiva. São precisamente estes dois campos de intervenção que procuraremos analisar mais pormenorizadamente ao longo deste artigo.
Título traduzido da contribuiçãoThe beginning and institutionalization of the Social Hygiene Dispensary in Viana do Castelo (1934-1960)
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)241-263
Número de páginas23
RevistaDiálogos
Volume18
Número de emissão1
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - 2014

Keywords

  • Dispensários
  • Sífilis
  • Raiva
  • Doença
  • Viana do Castelo
  • Portugal

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Gênese e institucionalização do Dispensário de Higiene Social de Viana do Castelo (1934-1960)“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação