Escala de orientações gerais para objetivos de desempenho: estudos de adaptação para o ensino secundário

Andreia Gomes, Ângela Sá Azevedo*, Paulo César Dias, Teresa Guimarães, Isabel Lima, Ana Salgado

*Autor correspondente para este trabalho

Resultado de pesquisarevisão de pares

2 Transferências (Pure)

Resumo

Este trabalho pretende apresentar os resultados de adaptação portuguesa da Escala de Orientações Gerais para Objetivos de Desempenho (EOGOD; McInerney & Yeung, 2000). Trata-se de instrumento de medida com cinco escalas de motivação: Valorização da Motivação, Motivação Geral, Orientação para a Mestria, Orientação para o Desempenho e Orientação Social. Para a sua adaptação, foi realizada análise fatorial exploratória e confirmatória e análise de consistência interna a partir de dois grupos, de 617 e 418 estudantes do Ensino Secundário. Os dados obtidos permitiram encontrar uma solução com boas propriedades psicométricas, seja em termos de validade como fiabilidade aceitáveis, assim como diferenças em função do género e relação com a idade e escolaridade. Os resultados são discutidos e apresentadas sugestões.
Título traduzido da contribuiçãoGeneral achievement goals orientation scale: factorial analysis in high school students
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)101-114
Número de páginas14
RevistaAnálise Psicológica
Volume36
Número de emissão1
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - 1 jan 2018

Keywords

  • Objetivos
  • Desempenho
  • Motivação
  • Ensino secundário
  • Escala

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Escala de orientações gerais para objetivos de desempenho: estudos de adaptação para o ensino secundário“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação