Gestão de sistemas de informação

Luís Amaral, António Andrade, Cristiano Pereira, Paula Morais

Resultado de pesquisa

Resumo

À semelhança das pessoas, e por analogia com o conceito de nativos digitais de Prensky, pode-mos atualmente classificar as organizações como imigrantes digitais e nativas digitais. As imigrantes digitais têm-se adaptado ao longo dos anos, passando por um processo evolutivo de adoção e exploração das tecnologias de informação. As nativas digitais são desenhadas num paradigma centrado, desde logo, na tecnologia como instrumento fundamental dos processos de negócio, assumindo a informação uma nova centralidade. Esta nova realidade tem consequências nas organizações e na forma como gerem o seu sistema de informação. Apresenta-se neste capítulo uma reflexão sobre a gestão de sistemas de informação e a evolução do papel dos CIO (Chief information Officer). Esta evolução é aqui vista à luz do percurso da tecnologia que se torna, por um lado, progressivamente mais abrangente e central no suporte à governação das empresas e, por outro, o elemento disruptivo que faz emergir as empresas nativas digitais. Esta ressignificação do valor da informação acentua o papel do CIO, num tempo sem pausas tecnológicas e em que cada novo momento se desfaz num ContinousNext.
Idioma originalPortuguese
Título da publicação do anfitriãoSistemas de informação
Subtítulo da publicação do anfitriãodiagnósticos e prospetivas
EditoresIsabel Ramos, Rui Quaresma, Rui Dinis Sousa
EditoraEdições Sílabo
Capítulo6
Páginas129-145
Número de páginas16
ISBN (impresso)9789895612123
Estado da publicaçãoPublished - 2 fev 2022

Keywords

  • Gestão de sistemas de informação
  • CIO

Citação