Gravity of the non-authorized use of substances not intended for clinical use in invasive aesthetic procedures: the Portuguese case

Nuno Correia Louro Fradinho, Pedro Miguel Alves Ribeiro Correia*

*Autor correspondente para este trabalho

Resultado de pesquisarevisão de pares

13 Transferências (Pure)

Resumo

INTRODUÇÃO: Os procedimentos estéticos invasivos estão a aumentar globalmente, e são acompanhados por uma apreensão das sociedades médicas sobre a segurança desses procedimentos, dependentes da qualidade e certificação dos prestadores, dos dispositivos e substâncias utilizados e do local onde são efetuados. O presente estudo procura aferir a percepção dos cirurgiões plásticos portugueses sobre a gravidade da utilização de substâncias não autorizadas para uso clínico em procedimentos estéticos, e a sua variação consoante o setor em que exercem a atividade clínica. MÉTODOS: Foi utilizado um inquérito sob a forma de questionário, medido numa escala de Likert, e os dados foram tratados estatisticamente pelo teste não paramétrico de Kruskal-Wallis. RESULTADOS: Obteve-se uma taxa de resposta de 41,4% e a perceção global é a de que o problema é grave — mediana de 8,00 e média de 7,45 numa escala de 1 a 10. Setenta por cento dos cirurgiões plásticos que responderam ao inquérito trabalham num regime misto, 19% exclusivamente no setor público e 11% apenas no setor privado. A percepção do problema como mais grave (diferença estatisticamente significativa) foi observada na atividade exclusiva no setor privado. CONCLUSÕES: A diferença observada pode dever-se a vários fatores: à maior observação de pacientes submetidos a esses procedimentos exclusivamente no setor privado; à maior percepção de déficits de regulação no setor privado; ao déficit de políticas de saúde específicas a técnicas utilizadas fora do contexto tradicional da medicina; à dificuldade de as agências administrativas reguladoras independentes adotarem práticas efetivas no setor privado da saúde.
Idioma originalEnglish
Páginas (de-até)410-418
Número de páginas9
RevistaRevista da Associacao Medica Brasileira
Volume65
Número de emissão3
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - mar. 2019

Keywords

  • Regulamentação governamental
  • Legislação de dispositivos médicos
  • Estética
  • Certificação
  • Cirurgia plástica

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Gravity of the non-authorized use of substances not intended for clinical use in invasive aesthetic procedures: the Portuguese case“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação