Casas da Nova Aliança: chaves antropológicas, apelos ecológicos

Resultado de pesquisarevisão de pares

2 Transferências (Pure)

Resumo

A «casa» surge frequentemente na paisagem do Novo Testamento. Vista de muitas perspetivas, atrai a si várias facetas da vida humana: antropológicas, sociológicas, psicológicas e até ecológicas. Aqui atentamos na vida das casas, das casas para dentro e das casas para fora: na forma como Jesus no seu ministério público as privilegiou e como as casas particulares foram postas ao serviço da difusão do evangelho no início e desenvolvimento das primitivas igrejas apostólicas. Então percebe-se que a palavra e a realidade casa foram usadas também com sentido metafórico, remetendo para realidades de ordem superior. Alargando mais o seu sentido metafórico, recentemente tem-se visto o planeta Terra como «casa comum» dos humanos e de todo o capital natural: a metáfora da casa comum referida ao reino humano, animal, vegetal e natural convida os humanos a conviverem harmoniosa e respeitosamente numa casa que é deles mas também de todos os outros seres.
Título traduzido da contribuiçãoHouses of the New Covenant: anthropological keys, ecological appeals
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)79-98
Número de páginas20
RevistaEphata
Volume4
Número de emissão1
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - 4 mai 2022

Keywords

  • Casa
  • Casas da Nova Aliança
  • Metáfora
  • Casa comum
  • Ecologia

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Casas da Nova Aliança: chaves antropológicas, apelos ecológicos“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação