Inforpress(ão): as disfuncionalidades da agência cabo-verdiana de notícias

Resultado de pesquisarevisão de pares

Resumo

O artigo versa sobre as implicações da propriedade e financiamento estatais na independência e autonomia das agências nacionais de notícias. Revela que a manutenção da Inforpress na tutela estatal confirma o seu valor estratégico e a lógica subordinada a critérios economicistas em detrimento da eficiência. Num continuum de transição de um modelo de jornalismo autoritário, no período pós-democrático, para a atual propaganda governamental, conclui que a Inforpress não tem sido nem imune à interferência do proprietário, nem independente dos interesses governativos. Por fim, aponta como fator justificativo a concepção enviesada e ultrapassada do modelo de jornalismo para o desenvolvimento, em contraponto e contraciclo com a fase de consolidação democrática em Cabo Verde.
Título traduzido da contribuiçãoInforpress(ure): the dysfunctionalities of the Cabo-verdean news agency
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)112-130
RevistaPauta Geral: Estudos em Jornalismo
Volume6
Número de emissão1
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - 24 jul 2019

Keywords

  • Agências de notícias
  • Inforpress
  • Propriedade e financiamento estatal
  • Independência e autonomia da imprensa

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Inforpress(ão): as disfuncionalidades da agência cabo-verdiana de notícias“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação