Jornalismo móvel e novas formas de produzir conteúdo jornalístico

Resultado de pesquisa

Resumo

O jornalismo móvel, também chamado de mojo (mobile journalism), tem se desenvolvido com os avanços das tecnologias da comunicação digital, com destaque para o smartphone, e contribuído para criar novas formas de produzir conteúdo jornalístico. O objetivo central deste trabalho é investigar o mojo enquanto nova técnica jornalística, destacando três características: agilidade, flexibilidade e acessibilidade. As hipóteses são: o jornalista móvel é capaz de produzir conteúdo jornalístico de forma mais rápida, incluindo uma maior variedade de formatos, além de ter seu acesso facilitado aos locais mais afastados e aos personagens para as entrevistas. O caminho da investigação também abrange a relação entre o uso do smartphone e a individualização do trabalho do jornalista, uma vez que esta tecnologia móvel possibilita que todo o ciclo da produção de notícias – produção, edição e distribuição – seja realizado no mesmo dispositivo. Ademais, as especialidades do mojo permitem uma adequação às exigências de narrativas cross-media e transmídia, que perpassam diferentes plataformas e desenvolvem-se em formatos variados, de maneira mais interativa com o público. Então, para testar as hipóteses de investigação foi adotada uma metodologia mista, com um questionário online, que obteve 53 respostas, e quatro entrevistas com especialistas em mojo. E os resultados se mostraram favoráveis às hipóteses, porém, com a ressalva principal de que o mojo tem necessidade e espaço para investir e avançar na qualidade dos materiais que têm produzido.
Idioma originalPortuguese
Supervisores/Consultores
  • Baldi, Vania, Supervisor, Pessoa externa
  • de Castro Oliveira Simões Gala, Adelino, Supervisor, Pessoa externa
Estado da publicaçãoPublicado - 3 jul. 2020

Citação