Escolas secundárias portuguesas com melhores e piores resultados académicos: Dimensões do aluno, da família e da escola

Paulo Moreira, Paulo Dias, Filipa Machado Vaz, Cláudia Rocha, Juliana Monteiro, João Machado Vaz

Resultado de pesquisarevisão de pares

2 Transferências (Pure)

Resumo

As escolas desempenham um papel crucial na promoção de trajectórias académicas positivas dos seus estudantes. A compreensão das características dos estudantes de escolas com diferentes perfis (ex.: escolas eficazes VS escolas não eficazes) tem implicações importantes para a selecção e planeamento dos esforços de melhoria da escola, já que a eficácia das intervenções depende em larga medida do grau em que as estratégias são adaptadas às características e necessidades dos estudantes. Também por essa razão, é fundamental que as escolas tenham conhecimento dos valores que os principais preditores do rendimento académico assumem em escolas com diferentes perfis, para o estabelecimento de prioridades e adaptação das intervenções às características e necessidades dos estudantes. O objectivo deste estudo foi descrever os valores que as principais dimensões da escola, da família e dos estudantes assumem em escolas com diferentes perfis. A partir dos rankings nacionais de escolas, foram identificados dois grupos de escolas. As escolas que nos últimos 5 anos se posicionaram nos primeiros lugares dos rankings foram incluídas no grupo de Escolas com uma história consistente de Melhores Resultados (EMR). As escolas que nos últimos 5 anos se posicionaram nos últimos lugares dos rankings foram incluídas no grupo de Escolas com uma história consistente de Piores Resultados (EPR). Participaram neste estudo 2428 estudantes portugueses do 12.º ano (1104 estudantes de escolas com uma história consistente de Melhores Resultados (MR) e 1324 estudantes de Escolas com uma história consistente de Piores Resultados académicos (PR). Os estudantes de escolas com melhores resultados registaram indicadores mais positivos na maioria das dimensões avaliadas (da escola, da família e dos estudantes). Estes resultados são congruentes com as evidências acerca da influência dos factores contextuais no rendimento académico dos estudantes e acerca das características da escola, da família e dos estudantes associadas à eficácia das escolas. Para além disso, estes resultados têm implicações significativas para os esforços de melhoria das escolas portuguesas, uma vez que contribuem para o desenho e implementação de estratégias de promoção de trajectórias positivas (especialmente para as escolas em situações especialmente difíceis).
Título traduzido da contribuiçãoLow and high achieving Portuguese secondary schools - student, family and school dimensions
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)81-121
RevistaPsicologia da Criança e do Adolescente
Volume3
Número de emissão1
Estado da publicaçãoPublicado - 2012
Publicado externamenteSim

Keywords

  • Preditores do desempenho académico
  • Dimensões da escola
  • Dimensões da família
  • Dimensões do estudante
  • Melhoria da escola
  • Eficácia da escola

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Escolas secundárias portuguesas com melhores e piores resultados académicos: Dimensões do aluno, da família e da escola“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação