Mecanismos de dor nas espondiloartrites e a relação com o desempenho cognitivo

Marlene de Fátima Müller, Rita Canaipa, Fernando Manuel Pimentel dos Santos

Resultado de pesquisarevisão de pares

13 Transferências (Pure)

Resumo

Este estudo teve como objetivo principal investigar a relação entre os mecanismos de dor, através do estudo da resposta do sistema modulador descendente. O estudo foi realizado com o paradigma da Modulação da Dor Condicionada (CPM) e verificada sua relação com o desempenho cognitivo em 17 pacientes, com perturbação da coluna vertebral (espondioartrites), que é um grupo de doenças inflamatórias reumáticas que causam dores, comprometendo a qualidade de vida dos indivíduos. Foi avaliada uma amostra desses doentes, com elevada atividade e repercussão funcional que apresentaram déficits cognitivos e marcada perturbação da qualidade do sono, assim como as vias descendentes da dor (vias inibitórias produtoras de analgesia no cérebro, comprometidas). Esses indivíduos apresentaram sérios problemas físicos e psicológicos e sua saúde mental ficou comprometida, em alguns casos.
Título traduzido da contribuiçãoMechanisms of pain in spondyloarthritis and the relationship with cognitive performance
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)133-145
Número de páginas13
RevistaRevista Liberato
Volume24
Número de emissão42
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - 11 dez. 2023

Keywords

  • Desempenho cognitivo
  • Dor
  • Paradigma da dor condicionada

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Mecanismos de dor nas espondiloartrites e a relação com o desempenho cognitivo“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação