Memória da indústria lanifícia de Lordelo do Ouro, na cidade do Porto, entre os séculos XVIII a XX: agregações, desagregações e recuperação territorial da fábrica Martins, Arantes e Martins e da fábrica de Plácido Lino dos Santos Teixeira

Resultado de pesquisarevisão de pares

1 Transferências (Pure)

Resumo

A memória histórica e material da indústria de lanifícios de Lordelo do Ouro tem-se cingido ao que atualmente se conhece sobre a emblemática (e longeva) fábrica de lanifícios instalada por Plácido Lino dos Santos Teixeira, junto à Ribeira de Lordelo, nos primeiros anos do século XIX. Contudo, esse empreendimento paradigmático, que viria a adaptar-se e resistir ao longo de praticamente 200 anos de laboração, nem sempre tem sido inteiramente compreendido, não só em relação à sua simples dimensão cronológica, mas também mesmo no que concerne à sua dimensão material e de implementação no terreno. Ao mesmo tempo, o seu significado industrial no contexto português também merece nova leitura, no sentido de compreensão mais alargada das transferências tecnológicas, até mesmo internacionais, que esta fábrica protagonizou. Por outro lado, existe uma outra memória, normalmente exclusivamente historiográfica, de uma instalação fabril de fundação anterior à fábrica de Plácido Lino (mas também momentaneamente sua contemporânea), é a da fábrica dos irmãos Pedro e Domingos Martins Gonçalves e de Francisco Xavier Arantes, mas de cuja fundação, implementação e destino, muito pouco se sabe. Este trabalho procura, através de uma metodologia variada, de análise documental, material e cartográfica, estabelecer linhas de compreensão sequencial das duas fábricas, dos seus destinos, da sua eventual fusão e esquecimento.
Título traduzido da contribuiçãoMemory of the wool industry of Lordelo do Ouro, in Porto, between the 18th and the 20th centuries: aggregations, disaggregations and territorial recovery of the Martins, Arantes e Martins wool mill and the Plácido Lino dos Santos Teixeira wool mill
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)4-71
Número de páginas68
RevistaArqueologia Industrial
Volume4
Número de emissão1
Estado da publicaçãoPublicado - 2022

Keywords

  • Indústria lanifícia
  • Arqueologia documental
  • Deteção remota
  • Georreferenciação histórica
  • Transferência tecnológica

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Memória da indústria lanifícia de Lordelo do Ouro, na cidade do Porto, entre os séculos XVIII a XX: agregações, desagregações e recuperação territorial da fábrica Martins, Arantes e Martins e da fábrica de Plácido Lino dos Santos Teixeira“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação