Mortalidade precoce após cirurgia neonatal: análise de fatores de risco em um sistema otimizado de prestação de cuidados de saúde ao recém-nascido cirúrgico

Dora Catré*, Maria Francelina Lopes, Angel Madrigal, Bárbara Oliveiros, Joaquim Silva Viana, António Silvério Cabrita

*Autor correspondente para este trabalho

Resultado de pesquisarevisão de pares

20 Citações (Scopus)

Resumo

Objetivo: As intervenções anestésicas/cirúrgicas em recém-nascidos permanecem procedimentos perigosos, dada a vulnerabilidade dos pacientes nesta população pediátrica. O objetivo foi determinar os fatores pré e intra operatórios associados com a mortalidade aos 30 dias de pós-operatório e descrever os resultados de mortalidade hospitalar após cirurgia neonatal sob anestesia geral no nosso centro. Métodos: Os recém-nascidos submetidos à anestesia geral para cirurgia durante um período de 11 anos (2000 – 2010)no nosso centro de atendimento pediátricoterciário foram identificados retrospectivamente utilizando a base de dados da unidade de terapia intensiva pediátrica. Foi utilizado o método de regressão logística múltipla para identificar os fatores de risco independentes pré e intraoperatórios associados com a mortalidade aos 30 dias de pós-operatório. Resultados: Das 437 crianças do estudo (mediana de 37 semanas deidade gestacional e de 2.760 gramas de peso ao nascer), 28 (6,4%) pacientes morreram antes da alta hospitalar. Destes, 22 pacientes morreram no primeiro mês de pós-operatório. Na regressão logística múltipla, a mortalidade aos 30 dias de pós-operatório foi associada a escore de estado físico da Associação Americana de Anestesiologia (ASA) 3 ou superior (odds ratio 19,268,IC95% 2,523 – 147,132) e a cirurgia para enterocolite necrosante/perfuração gastrointestinal (OR 5,291, IC95% 1,962 – 14,266). Conclusão: A taxa de mortalidade intra-hospitalar de 6,4% está dentro da prevalência encontrada em países desenvolvidos.O estabelecimento de classificação ASA 3 ou superior e de enterocolite necrosante/perfuração gastrointestinal como fatores de risco independentes para mortalidade precoce em cirurgia neonatal pode ajuda ros médicos a gerir mais adequadamente essa população de alto risco.
Título traduzido da contribuiçãoEarly mortality after neonatal surgery: analysis of risk factors in an optimized health care system for the surgical newborn
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)943-952
Número de páginas10
RevistaRevista Brasileira de Epidemiologia
Volume16
Número de emissão4
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - dez 2013
Publicado externamenteSim

Keywords

  • Mortalidade
  • Cirurgia
  • Fatores de risco
  • Anestesia geral
  • Avaliação de resultados
  • Recém-Nascido

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Mortalidade precoce após cirurgia neonatal: análise de fatores de risco em um sistema otimizado de prestação de cuidados de saúde ao recém-nascido cirúrgico“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação