Narrar a vida dos pobres: literatura Bíblica, crítica ideológica e compromisso social

Alex Villas Boas, Antonio Manzatto

Resultado de pesquisarevisão de pares

Resumo

Se a história oficial guarda os relatos de vitórias dos grandes da terra, as narrativas que preservam a memória dos pobres é não apenas uma alternativa para a compreensão do mundo, mas a própria afirmação de suas vidas. Se não estão presentes na história oficial, nem por isso deixam de circular entre os pequenos. Assim também com o texto bíblico que narra todo o processo da presença de Deus ao lado dos pequenos da terra. Tais narrativas aparecem em vários gêneros literários, e não estão ausentes de textos legislativos que registram sua experiência de vida e afirmam sua maneira de ver o mundo. Assim o coração da Torá e o centro do evangelho de Jesus se referem ao Deus que se revela aos pequenos e se faz presente ao seu lado como misericórdia, inclusive na experiência de formação social ou desenho de uma nova sociedade. Para tanto, se pretende distinguir o teor social das narrativas bíblicas dos “ideologemas”, como prática discursiva tributário de reducionismo ideológico, de acordo como o inconsciente político de Fredric Jameson e a concepção de ideologia como sistema de crença em Paul Ricoeur.
Título traduzido da contribuiçãoNarrate the lives of the poor: Biblical literature, ideological criticism and social commitment
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)423-448
Número de páginas25
RevistaTeoliterária
Volume8
Número de emissão16
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - 2018
Publicado externamenteSim

Keywords

  • Narrativas
  • Literatura Bíblica
  • Compromisso Social
  • Fredric Jameson
  • Paul Ricoeur

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Narrar a vida dos pobres: literatura Bíblica, crítica ideológica e compromisso social“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação